sexta-feira, 16 de setembro de 2011

ILHAS

Eu ando pelas ruas
e vejo as pessoas apressadas,
indo a lugar nenhum,
perdidas,
envoltas em seu mundo.
Estão sós no meio da multidão
alheias a tudo,
são ilhas, cercadas em si,
estão cheias de nada,
e vazias de tudo

O PALHAÇO

O palhaço também é um fingidor,
se desprende da suas dores,
para curar dores alheias.
Bobo da corte,
ilusionista da graça,
nos leva ao paraíso
de risos espalhados circo a fora.
Bendito seja o palhaço,
paladinos da alegria,
encantadores de gente.

AMOR

Amor,quem poderá decifrá-lo?
Nem os sábio poderá traduzí-lo.
Amor é puro mistério,
pura cartase anímica,
transcendência dos deuses.

NÃO DESISTA

Chore e estanque a dor
que existe no seu coração.
A sua dor é justa,
mas será que a tristeza vai curá-la?
Então levante e olhe pela janela
e veja o sol nascer,
abra os braços e deixe o seu brilho
entrar pelas frestas doseu coração.
Ouça os pássaros que cantam diante
da sua janela,
as mais suaves melodias.
Deixe que as flores da primavera
inundem o seu coração,
de aromas, cores,
de viço, paz
contemple a beleza do sorriso
de uma criança,
e veja que a vida vale a pena,
apesar de tudo.
Cante uma canção,
não se importe
se sair desafinada,
o que vale é espantar os males
que há no coração da gente.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

POESIA

Poesia, porque foste embora?
Fugiste de mim, por quê?
Há dias que eu te procuro,
em vão.
Passo dias e noites a buscar por ti,
porém não vieste.
Por acaso,posso viver sem ti?
por favor, apareça.

JEITO ESTRANHO

Se os meus gases
de repente
invadir as suas narinas,
do mais fétido odor,
não se espante
e nem me condene;
isso é só para dizer
mesmo que pareça bizarro,
que eu vou estar em você
até na hora das minhas flatulências.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

ACUADO

Estou perdio na selva
rodeado de lobos
por todos os lados,
sem amtilha
sem armas
sem lugar onde possa fugir.
Fugir pra onde?
Olho para suas garras afiadas,
para os seus olhos;
estão ferozes
prontos para o ataque.