sexta-feira, 16 de setembro de 2011

ILHAS

Eu ando pelas ruas
e vejo as pessoas apressadas,
indo a lugar nenhum,
perdidas,
envoltas em seu mundo.
Estão sós no meio da multidão
alheias a tudo,
são ilhas, cercadas em si,
estão cheias de nada,
e vazias de tudo

O PALHAÇO

O palhaço também é um fingidor,
se desprende da suas dores,
para curar dores alheias.
Bobo da corte,
ilusionista da graça,
nos leva ao paraíso
de risos espalhados circo a fora.
Bendito seja o palhaço,
paladinos da alegria,
encantadores de gente.

AMOR

Amor,quem poderá decifrá-lo?
Nem os sábio poderá traduzí-lo.
Amor é puro mistério,
pura cartase anímica,
transcendência dos deuses.

NÃO DESISTA

Chore e estanque a dor
que existe no seu coração.
A sua dor é justa,
mas será que a tristeza vai curá-la?
Então levante e olhe pela janela
e veja o sol nascer,
abra os braços e deixe o seu brilho
entrar pelas frestas doseu coração.
Ouça os pássaros que cantam diante
da sua janela,
as mais suaves melodias.
Deixe que as flores da primavera
inundem o seu coração,
de aromas, cores,
de viço, paz
contemple a beleza do sorriso
de uma criança,
e veja que a vida vale a pena,
apesar de tudo.
Cante uma canção,
não se importe
se sair desafinada,
o que vale é espantar os males
que há no coração da gente.